LUA - Os melhores revendedores do mundo estão aqui
Foto: Você sabe como ganhar dinheiro extra nos finais de semana?

Você sabe como ganhar dinheiro extra nos finais de semana?

Para realizar mais sonhos ou até para complementar as finanças, buscar formas de gerar renda extra é importante. Ao deixar de se limitar somente pelo trabalho formal, o orçamento familiar ganha em segurança e se torna mais fácil lidar com imprevistos. Para não ter que abrir mão do emprego principal, você pode investir em ganhar dinheiro extra nos finais de semana.

Algumas ações se destacam nesse sentido e garantem que você complemente as finanças sem precisar gastar muito tempo. Com planejamento e as escolhas corretas, é simples ter sucesso nessa tarefa.

Para te ajudar nesse processo, veja nossas dicas para começar a reforçar o orçamento!

5 maneiras de conseguir renda extra

A renda extra, especialmente aquela a ser obtida nos finais de semana, pode vir de várias formas. Para escolher a adequada, é importante considerar quais são as suas habilidades e interesses e quanto tempo deseja dedicar à atividade.

A ideia é criar algo que seja prático, sem se esquecer de que deve oferecer um bom lucro. Entre as maneiras para ter sucesso nessa tarefa, estão:

1. Atuar como freelancer

Tem alguma habilidade que vai além do seu trabalho principal e quer lucrar em cima dela? Então você pode se tornar um freelancer, ou seja, um profissional liberal que realiza tarefas por períodos limitados de tempo.

Caso seja muito bom em outro idioma, é viável dar aulas particulares ou até online. Também é viável se dedicar a traduzir documentos e conteúdos audiovisuais, garantindo uma grana extra.

O mesmo vale para quando tem habilidade com fotografia, com design e até com a realização de eventos, além de várias outras questões. Assim, você dá vez a esse outro talento e ainda ganha para isso.

2. Transportar pessoas

Com a chegada de aplicativos como o Uber, os passageiros ganharam novas possibilidades para se deslocar nas grandes cidades. Polêmicas à parte sobre essas soluções, é possível investir em transportar pessoas durante o final de semana.

Tendo um carro, fica fácil oferecer corridas que são pedidas pelo aplicativo ou até alugar carona. Caso pretenda se deslocar no final de semana para outra cidade, por exemplo, pode ofertar a carona de um jeito pago, ganhando um extra.

A grande vantagem é que você se dedica à atividade o quanto quiser, de modo a não comprometer, em excesso, o seu tempo disponível.

3. Cuidar de animais

Caso se dê bem com animais de estimação, uma ótima sugestão é cuidar deles aos finais de semana. Muita gente não fica em casa nesse período e, por isso, precisa de um local para deixar os bichinhos.

Assim, há como assumir o cargo de pet sitter, abrindo as portas da sua casa para cuidar dos animais. A diária pode ter um valor bem interessante, e você, ainda, terá o contato com novos bichinhos.

Além dessa ideia, é possível se colocar à disposição como dog walker, ou seja, alguém que passeia com cachorros e recebe por isso.

4. Usar os aplicativos certos

Nem sempre é preciso sair de casa para começar a ganhar dinheiro extra nos finais de semana. Além do trabalho freelancer pela internet, essa é uma possibilidade ao usar alguns aplicativos.

Há opções que realizam pesquisas de mercado e que, de acordo com o seu perfil, remuneram por isso. Você faz o resgate em dinheiro ou em descontos em lojas parceiras, ajudando a aumentar o seu poder de compra.

A grande vantagem é que não precisará gastar muito tempo realizando essas tarefas e poderá ganhar, mesmo assim.

5. Vender produtos

Outra ótima forma de fazer com que a sua renda fique maior é vendendo produtos. Ao oferecer itens de qualidade e que fazem sentido para o seu público, você conseguirá gerar excelentes resultados financeiros, de forma consistente.

É possível vender itens que você mesmo faz, mas isso, provavelmente, tomará muito tempo aos finais de semana. Em vez disso, a venda de itens de fornecedores variados é uma escolha prática e que garante que continue ganhando, inclusive durante os dias úteis.

Ao estruturar corretamente essa ação, é viável complementar a renda sem comprometer muito do tempo livre.

Venda de produtos como renda extra

Entre todas as opções, a venda de produtos é uma das melhores para quem deseja ganhar renda extra. Trata-se de uma escolha descomplicada, com grande potencial e que pode, inclusive, continuar a render dinheiro ao longo da semana.

Se a opção é a revenda, há outra vantagem: a escalabilidade. Ou seja, há como ampliar os seus ganhos sem, necessariamente, ter que aumentar, na mesma medida, a sua estrutura ou o tempo dedicado à atividade.

Além de tudo, poderá ter uma ótima margem de lucro, desde que tenha um planejamento adequado para chegar ao resultado esperado.

Nesse momento, algumas tarefas importantes para o sucesso são:

Análise do público

Tudo começa com o entendimento de quem é o seu público. Mesmo que a ideia seja ganhar renda extra, é importante pensar nisso para ampliar as chances de conversão.

Ao conhecer os possíveis consumidores, você poderá realizar ações efetivas e elevará o retorno sobre as suas ações. Além disso, é algo que garante a seleção correta do que será vendido.

Quanto maior for o conhecimento prévio sobre os possíveis consumidores, mais estratégicas são as ações para conquistar as vendas.

Seleção dos produtos

Em seguida, é o momento de escolher quais serão os itens oferecidos. A ideia é selecionar um mix que tenha a ver com o público que será atingido, pois isso garante o máximo de satisfação e interesse por parte de quem compra.

Depois de definir o que será vendido, é o momento de estabelecer a quantidade a ser oferecida, o valor da margem de lucro e as condições nas quais as vendas acontecerão — pagamento diferenciado, por exemplo.

Essa parte é muito importante para o seu sucesso dentro da estratégia, pois um mix muito pequeno limitará as escolhas de quem compra. Ao mesmo tempo, oferecer produtos demais ou que não tenham a ver com o público aumentará o seu trabalho e diminuirá a efetividade das ações.

Além de tudo, a margem de lucro tem que ser definida corretamente, pois, afinal, é ela quem garante a remuneração extra.

Escolha do canal de venda

Na sequência, é necessário definir por onde as vendas serão feitas, ou seja, qual canal será utilizado.

Esse assunto será aprofundado mais à frente, mas é importante compreender a importância de escolher uma opção prática para o final de semana. Ao mesmo tempo, ela deve ser ampla, para gerar bons resultados.

Essa é uma das mais importantes decisões, pois isso poderá trazer praticidade e segurança para os consumidores, além de melhorar o desempenho das suas vendas.

Divulgação da atividade

Com tudo isso pronto, é hora de, finalmente, conquistar os seus primeiros clientes. Para que isso seja possível, é necessário divulgar a sua atuação, como ao contar para amigos e parentes que você está oferecendo itens que podem interessá-los.

Porém, não se limite ao seu círculo de contatos. É importante ir além, captar novas pessoas e trazer, continuamente, novos consumidores. É isso que permitirá a construção de uma base adequada de clientes, favorecendo a continuidade das vendas.

Nesse sentido, vale a pena usar as redes sociais e, também, o marketing de indicação. Peça que quem já comprou indique a sua atividade para outros amigos. Assim, ficará mais fácil aumentar a renda extra.

Onde vender os seus produtos

Já que o canal de vendas é tão importante, a seleção desse item merece uma atenção especial. Dependendo da sua escolha, haverá mais ou menos trabalho, então é preciso ter sabedoria.

É relevante destacar que a venda em uma loja física é inviável, já que a ideia é ganhar dinheiro extra nos finais de semana. Com um estabelecimento físico, é necessário investir muito tempo e dinheiro, o que não é a intenção ao buscar um modelo extra.

Diante disso, os melhores canais são:

Venda física direta

Quando se fala em venda de produtos — especificamente, na revenda — como forma de complementar a renda, a possibilidade física é uma das mais lembradas e utilizadas.

Ela consiste em executar a venda direta para os clientes, adotando uma abordagem próxima e presencial. É o caso de separar alguns itens e realizar uma demonstração na própria casa para interessados, por exemplo.

Ou, então, o que acontece ao levar um catálogo para que a pessoa escolha, sempre de forma presencial. Os itens podem estar disponíveis para pronta entrega ou não, sendo entregues pessoalmente a quem vende.

Esse é um modelo bastante útil para quem está começando, mas que pode limitar a sua atuação, especialmente no final de semana.

Sendo necessário empreender mais esforços, talvez seja preciso gastar mais tempo entre deslocamento, prospecção e vendas.

Venda online

Aproveitando a facilidade da internet e a popularidade dos vários meios, a venda online é uma escolha. Note, entretanto, que, quando falamos nisso, a ideia não é tratar de um e-commerce robusto.

A abordagem é, justamente, a de uma venda informal, mas que usa os meios online como forma de conseguir clientes. É o que acontece quando o revendedor usa o WhatsApp ou as redes sociais para convencer os consumidores ou quando os consumidores fazem os pedidos dessa forma.

O contato continua sendo direto e menos estruturado, com a diferença de que os pedidos são feitos por esses meios. O grande benefício é que não é necessário se deslocar para vender, o que ajuda na escalabilidade de resultados.

Loja virtual

Ainda no universo online, é possível recorrer às lojas virtuais, que são muito conhecidas. Nesse caso, você terá um endereço em que os produtos ficarão expostos e os clientes poderão fazer os pedidos.

A ideia é que quem chega pode comprar sem nenhuma dificuldade por meio desse elemento, fazendo o pagamento de forma segura.

Para isso, é necessário investir bastante em estrutura, como itens de segurança para a transação de dados e intermediadores de pagamento. Ao fazer por conta própria, portanto, precisará aplicar um pouco mais de dinheiro.

Marketplace

Uma opção muito conveniente e que oferece vários benefícios é vender em um marketplace. Esses locais funcionam como “shoppings” virtuais, em que há um endereço com várias lojas e elementos diversos.

Sendo online, essas opções garantem toda a praticidade da venda pela internet e, ainda, fazem com que todo o processo ocorra em completa segurança.

Essa participação exige a escolha de um local realmente confiável e com bom reconhecimento, além de uma estrutura adequada. Assim, é possível apresentar os seus produtos e conquistar as vendas sem grandes dificuldades.

Vantagens de marketplaces

Como visto, os marketplaces são shoppings virtuais que permitem que várias lojas atuem em um mesmo “local” ou endereço.

A existência desses empreendimentos é justificada por causa de suas grandes vantagens, e até quem deseja ganhar dinheiro extra nos finais de semana se beneficia.

Entre as maiores vantagens dessa opção, estão:

Segurança e confiabilidade para a compra

Vender na internet é uma opção bastante atrativa, mas é fundamental oferecer toda a segurança necessária para os clientes. Somente assim eles sentem que podem fazer compras e que receberão os seus itens.

Ao começar a sua loja virtual, é difícil fazer com que quem não te conhece confie no que você vende. Além de tudo, é fundamental se preocupar com uma série de questões ligadas à estrutura e à segurança de dados.

Com um marketplace, isso é contornado. Todas as lojas têm o mesmo nível de segurança, e o consumidor confia por se tratar de uma marca maior e já reconhecida.

Conveniência para o consumidor e para quem vende

Adotar esse canal de vendas também é uma questão de conveniência para os dois lados. Quem compra poderá fazê-lo em um ambiente virtual, seguro e com boas opções. Inclusive, poderá selecionar a forma de pagamento conveniente, o que nem sempre é possível em outras escolhas.

Já quem vende não precisa se preocupar com a questão de estrutura e segurança da loja. Basta escolher os produtos e as condições, como o preço, além de pensar a logística. Assim, fica muito simples cuidar dos pedidos no tempo livre.

Possibilidades ampliadas de vendas

Entre milhares de lojas virtuais no Brasil, não é fácil conseguir que o seu endereço, sozinho, se destaque. Dependendo do que é vendido, a competição é feroz e exige um investimento muito alto.

Com o marketplace, é simples contornar o problema, pois você ganha uma plataforma robusta para fazer a venda de seus produtos. Com uma maior atração de pessoas — exatamente como em um shopping —, as chances de vendas aumentam.

A segurança oferecida e a conveniência de fazer um pedido e de pagá-lo também contribuem para que as vendas aumentem com esse canal.

Satisfação ampliada dos consumidores

Imagine poder comprar diretamente da sua casa, em um ambiente seguro e ainda escolher pagar com o cartão de crédito, por exemplo. Se essa ideia parece boa, saiba que ela também é agradável para quem compra.

Como participar de um marketplace oferece exatamente isso, um dos benefícios é que os clientes ficam muito satisfeitos. Dessa forma, aumentam as chances de que eles retornem outras vezes e, mais do que isso, indiquem o seu serviço para outras pessoas.

Além de tudo, trabalhar pela satisfação de quem compra também é relevante para que a sua atuação ganhe um diferencial e se torne muito atrativa.

Retorno reforçado para a renda

O grande objetivo é ganhar dinheiro extra nos finais de semana, certo? Pois, então, saiba que, com a participação em um marketplace, isso é perfeitamente possível.

Você pode associá-lo à venda presencial, por exemplo, o que eleva as possibilidades para quem deseja comprar. Com isso, também se ampliam as chances de a pessoa fazer a compra, pois as principais objeções são rendidas.

Para completar, ter um endereço virtual é muito prático: basta divulgá-lo corretamente e gerar vendas, sem, necessariamente, ter que agir para convencer o cliente. Com isso, sobra mais tempo livre, ao passo que as conversões aumentam e elevam os ganhos.

Como encontrar bons fornecedores

Para que os seus compradores fiquem satisfeitos e a sua atuação em vendas tenha um grande apelo, é necessário contar com bons fornecedores.

Ao mesmo tempo, é fundamental ter algumas características que favoreçam a operação das vendas e permitam que tudo seja feito nos finais de semana.

Por isso, a escolha é tão crucial, e os pontos que devem pesar são:

Produtos com qualidade

Acima de todas as coisas, é fundamental que o fornecedor conte com itens de qualidade. Sem essa característica, os clientes até farão a primeira compra, mas ficarão insatisfeitos e, provavelmente, não retornarão.

Portanto, é indispensável que os itens cumpram o que prometem e que ofereçam uma boa experiência. Itens seguros, de materiais resistentes ou que sejam inovadores são ótimos exemplos em relação à qualidade.

Por isso, observe bem qual é a experiência de outras pessoas com o fornecedor, entenda a percepção sobre os produtos e faça uma boa seleção.

Marcas reconhecidas

Outro ponto positivo é apostar em marcas que o público já conhece, em que confia ou até que já utiliza no cotidiano. Isso aumenta o apelo das suas vendas, já que não será preciso apresentar a marca.

É óbvio que há muitas opções novas que oferecem uma qualidade igual ou superior à de marcas tradicionais. Mas, se a ideia é ganhar dinheiro extra nos finais de semana, toda facilidade é bem-vinda, então, se apoiar nessas opções é uma ótima escolha.

Dê preferência para aqueles que contam com marcas que tenham a ver com o seu público, tanto nos itens vendidos quanto no preço e nas condições praticadas. Assim, há uma oferta certeira e que amplia o poder de conversão.

Mix de itens

Adianta muito pouco ter um fornecedor com elementos de alta qualidade e reconhecimento se não há variedade. Ter um bom mix de produtos é uma das chaves do sucesso para que a sua loja virtual no marketplace seja extremamente atrativa.

Ao oferecer uma boa quantidade de elementos relacionados ao mesmo interesse, torna-se viável captar a atenção de um número maior de pessoas. Do contrário, a sua atuação será muito localizada, o que não é desejado nesse momento.

Portanto, verifique qual é o leque de opções do fornecedor, veja se itens queridos pelo público fazem parte das ofertas, se há lançamentos e se há uma diversificação para atender mais gente.

Margem de lucro

Em se tratando de revenda, um elemento é especialmente importante: a margem de lucro. Se esse valor for baixo, a sua atividade será pouco remunerada, e ganhar dinheiro extra nos finais de semana vai ficar mais difícil.

Por isso, não deixe de analisar qual é o valor que poderá ser obtido em cima de cada venda. A ideia é selecionar opções que mantenham um preço competitivo, mas que também remunerem a sua atividade de maneira vantajosa.

Assim, quem compra não precisa gastar tanto, e quem vende consegue gerar a renda desejada. Coloque tudo na ponta do lápis e veja o que, de fato, vale a pena nesse sentido.

Flexibilidade

Para completar, é fundamental ter fornecedores flexíveis, que se adaptem às suas exigências e garantam que possa fazer as vendas conforme as necessidades.

Aqueles que exigem a compra mínima de produtos, por exemplo, causarão problemas por dois motivos. O primeiro é que será necessário desembolsar dinheiro e ir atrás de reverter esses gastos. Caso não venda o suficiente, não terá lucro.

O segundo diz respeito à disponibilidade. Você terá que controlar o estoque continuamente, sob o risco de ficar sem itens para vender no momento em que mais precisa.

Em vez disso, opte por parceiros que oferecem flexibilidade na oferta, como produtos em pronta entrega de acordo com a demanda. Assim, caso o seu número de clientes aumente, não haverá nenhuma dificuldade.

Para ganhar dinheiro extra nos finais de semana, há várias possibilidades, e a melhor delas é a venda de produtos. Com a escolha dos canais de vendas e dos fornecedores, é possível aumentar a geração de recursos, garantindo ótimos resultados!

Se você busca um jeito prático, seguro e lucrativo de revender itens, entre agora mesmo em contato conosco e veja como o nosso modelo inovador pode te ajudar a fazer isso!