LUA - Os melhores revendedores do mundo estão aqui
Foto: Venda de eletrônicos pela internet: afinal, dá certo?

Venda de eletrônicos pela internet: afinal, dá certo?

Sabemos que o comércio na internet é uma modalidade em expansão no cenário atual. Os segmentos e o público-alvo são os mais diversos — e a venda de eletrônicos sempre aquece as lojas virtuais. Esse mercado pode ser considerado um dos que mais crescem no país.

Isso significa que a competitividade no ramo também está elevada, principalmente entre os lojistas que optam pelo e-commerce. Diante desse quadro, será que vale a pena investir na área?

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura para entender melhor esse mercado e descobrir como ter rentabilidade com a venda de eletrônicos pela internet!

Por que ter uma loja em um market place?

O market place é um modelo de negócio na internet conhecido por algumas pessoas como e-shopping (ou feirão virtual). No Brasil, ele começou em 2012, mas nos últimos anos é que tem se popularizado cada vez mais.

A estrutura do site é única e conveniente, pois engloba diversos tipos de vendedores e produtos. Nele, o cliente é capaz de encontrar tudo aquilo de que precisa, adicionar em um carrinho virtual e fazer o pagamento de uma só vez.

A maior referência em market places é o americano Amazon. Aqui no país, além do Amazon brasileiro, diversas empresas aderiram ao modelo, como as Lojas Americanas, o Submarino, o Walmart e a rede Casas Bahia. Também vale a pena citar os sites do Mercado Livre e OLX.

Logo, a resposta para a nossa pergunta está em três fatores: há grande variedade de produtos, bastante facilidade de compra para o consumidor e ampla divulgação. Essas são as principais razões para se ter uma loja em um market place. Mas você sabe como isso funciona?

O funcionamento de um market place

Para vender nesse modelo de negócio, não há nenhum grande mistério. Basicamente, você deve se cadastrar no site e, depois, fazer o registro de sua loja. Em seguida, escolha quais produtos venderá no espaço online e comece a divulgar seu negócio.

Alguns pontos, como as taxas de venda, precisam ser observados. Os market places funcionam com o recebimento de comissões sobre as vendas feitas por meio dele. Apesar de os modelos serem semelhantes, os valores podem variar bastante.

Isso ocorre também porque o vendedor pode escolher as formas de visibilidade dentro do site, ou seja, a posição de seus produtos no campo de busca, o perfil da sua loja e os tipos de anúncios. É importante avaliar a sua margem de lucro antes de se lançar em um market place e conferir se, atualmente, essa seria uma opção viável.

Como saber quais são os melhores produtos para se investir?

Com uma boa pesquisa na internet, é possível identificar os melhores produtos para se investir. Mas, de maneira geral, o que é preciso ter em mente é: evite os supérfluos. Escolha itens que sejam necessários à maioria das pessoas.

Roupas e acessórios

As roupas, por exemplo, são renovadas de tempos em tempos no nosso armário, seja pela mudança da época, do nosso corpo ou mesmo da moda. O mesmo vale para acessórios, joias ou bijuterias, bolsas, chapéus, cachecóis, toucas, entre outros. Itens de beleza e saúde também podem ser considerados produtos de necessidade.

Eletrônicos e itens de informática

Equipamentos de informática e eletrônicos são outros exemplos incríveis para as vendas. Diante dos avanços constantes da tecnologia, tais mercadorias passam por atualizações periódicas e demandam acompanhamento por parte dos consumidores.

As opções são vastas — de notebooks a smartphones. Itens como pen drives, fones de ouvido e cartões de memória são muito consumidos também.

Por que vender eletrônicos?

Os eletrônicos atraem os olhares das pessoas, especialmente daquelas que desejam acompanhar as inovações da tecnologia. A participação de mercado é muito expressiva e corresponde a uma demanda que aumenta com o passar dos anos.

Ainda vale a pena observar que esse segmento atinge públicos diversos, dos mais jovens até a terceira idade, em todas as regiões do Brasil. Os produtos são variados, e você pode escolher um nicho específico para trabalhar. Trata-se de uma estratégia de mercado que pode gerar resultados mais rapidamente para suas ações online.

É interessante analisar quais são os produtos mais procurados no setor e identificar as novidades. Tais itens devem atuar como diferenciais competitivos dentro da sua loja virtual.

Você pode revender computadores, celulares, câmeras fotográficas, games, equipamentos de áudio e vídeo e todos os acessórios relacionados. Muita gente busca informações e preços dos produtos na internet, o que a torna uma poderosa aliada para a venda de eletrônicos.

Como escolher os melhores fornecedores?

A escolha dos fornecedores deve ser bastante cuidadosa. Essa não é uma tarefa tão simples, pois requer uma boa pesquisa prévia. Sua decisão não pode ser aleatória. Os fornecedores são os responsáveis pela adequada entrega dos itens que você oferece ao público. Veja algumas dicas para escolhê-los melhor:

Busque fornecedores autorizados

Em primeiro lugar, é importante checar se os fornecedores têm autorização para a venda de produtos eletrônicos. Algumas mercadorias só podem ser vendidas mediante autorização, enquanto outras sequer são compradas diretamente da fábrica.

Verifique se oferecem produtos de qualidade

É imprescindível que trabalhem com produtos de qualidade, já que tudo o que você oferece ao público influencia na reputação do negócio. Portanto, não adianta encher o estoque de itens ruins ou de origem duvidosa. O feedback dos clientes não será positivo e, certamente, eles não voltarão a comprar na sua loja.

Confira se há grande variedade

Além da qualidade, é interessante que os fornecedores apresentem uma razoável variedade de itens (e também de marcas) para você. Outro aspecto a se considerar é o conhecimento de inovações lançadas no mercado, de maneira que possam orientar o que mais valeria a pena colocar à venda na sua loja virtual.

Veja se os preços são compatíveis com o mercado

A análise de preço é fundamental para qualquer setor. O dono de uma loja deve dedicar-se a pesquisar os valores de mercado e a fazer cotações precisas antes de escolher os fornecedores de seu estabelecimento. O preço final de uma venda deve assegurar sua lucratividade.

Além disso, o ticket médio dos produtos eletrônicos costuma ser elevado. Ao mesmo tempo, isso aumenta as exigências dos consumidores em relação às compras, sobretudo em termos de segurança e qualidade.

Entendendo melhor o mercado para a venda de eletrônicos na internet, fica mais fácil investir na sua loja virtual. E, com os devidos cuidados, você verá que vale a pena.

O que achou do artigo de hoje? Siga também nossa página no Facebook para se manter sempre atualizado!