LUA - Os melhores revendedores do mundo estão aqui
Foto: Trabalhar com independência: afinal, como ser seu próprio chefe?

Trabalhar com independência: afinal, como ser seu próprio chefe?

Ter um negócio e ser seu próprio chefe é talvez um dos grandes desejos de todo empregado — ambição que tem crescido entre os brasileiros. De acordo com uma pesquisa feita pela MindMiners, em parceria com a Paypal, 66% dos trabalhadores querem ter sua própria empresa para trabalhar com independência.

Sabemos que essa vontade não é por acaso. A possibilidade de comandar sua vida profissional é a chance de ter liberdade nos horários, crescimento e, principalmente, não precisar dar satisfação a ninguém. Porém, apesar de ser um plano tentador, não é uma tarefa simples.

Neste post, mostraremos algumas dicas interessantes para que você obtenha êxito sendo o seu próprio chefe. Acompanhe!

Qual é o caminho para a independência?

A busca pela independência requer que o interessado esteja pronto para mudar alguns hábitos, bem como adquirir novos. Confira a lista que preparamos:

Criar uma rotina de trabalho

Muitas pessoas imaginam que trabalhar por conta própria significa dar adeus à rotina e não precisar cumprir horários. Não é bem assim!

Para aqueles que produzem constantemente, manter uma boa rotina é a melhor forma de garantir as finanças todo mês — além de ser uma maneira de separar sua vida profissional e pessoal, já que ambas podem entrar em conflito quando não se tem horários estabelecidos.

Sendo assim, o conselho é estipular turnos, sempre considerando suas características de organização e produtividade. Há pessoas que trabalham melhor à noite, por exemplo, enquanto outras só conseguem fazer suas tarefas durante o dia.

Veja qual é a melhor alternativa para você e procure cumprir o horário para realizar suas atividades. Além do mais, escolha um ambiente livre de distrações.

Fazer um plano de negócios

Até que você possa delegar tarefas, saiba que muitas coisas serão de sua responsabilidade. Nesse sentido, a melhor alternativa é montar um plano de negócios. Com ele, você definirá questões como finanças, vendas, marketing, entre outros, que serão os norteadores da sua empresa.

O plano de negócios pode ser elaborado de acordo com a sua situação. Porém, você deve fazê-lo de forma racional. Para ajudar nessa tarefa, faça algumas perguntas:

– Qual é a necessidade desse empreendimento?

– Quem serão os meus clientes e quantos eu pretendo ter no futuro?

– Quem são os meus concorrentes?

– Como divulgarei o meu negócio?

– Quais são as métricas, métodos e ações para alcançar o meu plano?

Identificar as tendências do mercado

A observação será a qualidade mais importante quando você começar a planejar o seu negócio. Ao examinar as tendências do mercado e os consumidores, você terá mais propriedade para determinar os possíveis rumos que o seu trabalho deve tomar.

Essa dica vale, principalmente, para analisar bem os gostos dos consumidores. É importante observar que muitos podem ser atraídos por um novo modelo de negócio — e que talvez seja um grande investimento no futuro. Um exemplo são as redes sociais que, atualmente, trazem retornos significativos para os seus investidores, mas que antigamente recebiam pouca atenção no mercado.

Portanto, acompanhar o mercado, se informar sobre as tendências e observar o comportamento dos consumidores são as chaves para abrir um negócio de sucesso.

Estabelecer uma rotina de gestão do próprio negócio

Como já destacamos neste artigo, no começo do negócio muitas coisas ficarão aos seus cuidados. A gestão financeira é uma delas. Por isso, é importante que você tenha a consciência de que será preciso desenvolver uma estabilidade com o seu rendimento. Assim, você estará preparado para enfrentar as dificuldades que aparecerem no caminho.

O primeiro passo é fazer um levantamento dos seus custos pessoais — transporte, alimentação, saúde, contas de casa, entre outros. Em seguida, dos custos relacionados ao seu negócio — internet, aluguel e impostos.

Faça uma lista com todos esses itens e calcule os seus lucros. É interessante guardar 10% do que você ganha em uma poupança para os eventuais contratempos.

Persistir na sua ideia de negócio

Controle a sua ansiedade para atingir seus objetivos. Nesse momento, a pressa para alcançar o sucesso pode atrapalhar bastante, fazendo você desistir do seu negócio quando não vir os resultados aparecerem.

Não pule etapas. Todas elas serão importantes para você construir uma boa estrutura para o seu empreendimento.

Persista, pois o começo sempre é um pouco mais complicado — principalmente se você estiver começando do zero. Entretanto, tenha consciência de que é algo passageiro. Mantendo a paciência e o foco, suas chances de sucesso serão muito maiores.

Investir na sua capacitação

Ser o seu próprio chefe não o isenta de procurar melhorar o seu trabalho. Para isso, só há uma receita: investir na sua capacitação. O mercado está sempre exigindo modernização e, se você não for capaz de apresentar um serviço de acordo, será engolido pelos seus concorrentes.

Investir em cursos, especializações e outras formas de desenvolvimento profissional é a melhor maneira de se preparar e levar um trabalho de qualidade para os seus clientes — além de colocar você à frente da concorrência.

Trabalhar o seu marketing pessoal

É natural que os seus primeiros clientes sejam pessoas conhecidas. Porém, para ampliar o negócio, você deve trabalhar o seu marketing pessoal. Se você largou um emprego para investir na sua carreira, provavelmente ainda guarde os contatos dos seus antigos colegas e de outros profissionais de áreas afins.

Essa é uma boa oportunidade de divulgar seu trabalho e pedir ajuda para propagar a sua marca. Participar de eventos como workshops, feiras e congressos da sua área e procurar trabalhar o seu networking é um meio de conhecer possíveis clientes.

Além disso, lembre-se das possibilidades que a internet oferece. A rede pode ser uma grande aliada, então procure criar um perfil no LinkedIn e também divulgar seu trabalho em blogs e sites especializados. Vale dizer, ainda, que ao realizar um serviço de qualidade, é provável que seus próprios clientes falem sobre você para outras pessoas.

Agora que você sabe o que é preciso para ser seu próprio chefe e trabalhar com independência, que tal tirar seus planos do papel e mudar de vida? Quer continuar aprendendo? Conheça 8 ótimas dicas para freelancers!