LUA - Os melhores revendedores do mundo estão aqui
Foto: Conheça 6 dificuldades dos autônomos e revendedores e saiba como superá-las

Conheça 6 dificuldades dos autônomos e revendedores e saiba como superá-las

As dificuldades dos autônomos e revendedores são bastante corriqueiras. Se não forem contornadas, elas podem atrapalhar o bom desempenho e o adequado cumprimento das metas mesmo entre os profissionais mais talentosos.

Sabendo disso, reunimos, neste post, alguns dos principais desafios de quem trabalha com vendas para que você consiga identificar quais são as suas dificuldades e superá-las, além de evitar as demais. Afinal de contas, é a sua habilidade de vencer os problemas que fará a diferença no seu negócio.

Acompanhe:

1. A prospecção de clientes

Conheça os seus possíveis consumidores

Prospectar clientes não significa atirar para todos os lados no mercado. Se fizer isso, você pode até acabar com um monte de contatos e opções, mas que trazem baixo (ou nenhum) retorno às suas iniciativas de mercado.

Um prospect correto vale muito mais do que dez contatos desqualificados!

É preciso saber como conquistar e chamar a atenção de clientes em potencial, mas sempre se direcionando ao seu público-alvo ou nicho de atuação. O trabalho deve ser sempre aprofundado, valendo-se de recursos como a pesquisa de mercado, análise de setor, estudo dos produtos e serviços que são oferecidos nele, bem como um planejamento de estratégias e ações.

Para isso, é interessante definir o perfil de clientes que possam, de fato, valorizar o seu trabalho.

Conheça o seu produto

Quando falamos em conhecer os produtos que você oferece, estamos falando em ultrapassar a linha da apresentação “em automático”. Frases feitas não conquistam o cliente hoje em dia.

É importante estabelecer uma conexão com o seu público-alvo. Com o alto poder de persuasão, se torna mais fácil argumentar e não perder as oportunidades durante uma conversa.

Com tudo isso em mente, já é possível definir as metas que você deseja atingir na prospecção de clientes e garantir um discurso afiado.

Mas, lembre-se: esse processo demanda tempo. Porém, a qualidade é mais importante do que a quantidade de contatos feitos em um dia.

2. O controle de estoque

Controlar o estoque é fundamental para quem trabalha com vendas.

Por medo de faltar produtos diante da demanda, é comum que alguns profissionais façam um grande estoque em casa ou em um depósito alugado. Contudo, estoque em excesso, ou parado, pode, pelo contrário, trazer prejuízo, pois representa um ativo imobilizado.

Para evitar investir dinheiro em produtos de pouco giro, sem deixar faltar aqueles que saem mais facilmente, é fundamental investir em uma boa gestão de estoque.

Gerir bem o estoque significa analisar mensalmente quais são os produtos que têm mais vendas e quais são os mais difíceis de vender, a fim de estimar um pedido muito mais exato para os meses seguintes.

O levantamento de dados, portanto, deve ser priorizado. Para resultados ainda melhores, é preciso acompanhar o mercado e os hábitos de consumo dos clientes constantemente.

3. A concorrência

A concorrência é um desafio comum de qualquer setor. Se o revendedor não estiver preparado o suficiente para enfrentá-la, pode ser engolido por ela.

Seja de uma marca mais conhecida ou com qualidade superior, ou sejam apenas outros revendedores que tenham facilidade em aumentar o número de clientes, o fundamental é não ignorar seus fatores de destaque.

Quão melhor você conhecer seus concorrentes, mais fácil será a elaboração de estratégias para competir com eles.

Identifique os principais atuantes do setor, estude as suas táticas de mercado, saiba quais são os seus pontos mais fortes e os mais fracos. Isso fará de você um profissional muito mais bem preparado para lidar com a concorrência e conquistar a sua clientela.

4. A má gestão financeira

Perder o controle das despesas, chegando a comprometer as finanças da empresa, é um problema que pode fazer com que o empreendedor tenha que recorrer a linhas de crédito. Um exemplo é o cheque especial, com juros altíssimos.

Assim, a má gestão financeira acaba se tornando uma das maiores dificuldades dos autônomos e revendedores.

Para realizar uma gestão eficiente, é preciso muita organização. Lidar de forma apropriada com o dinheiro para quem trabalha como autônomo ou no ramo de revendas é extremamente importante. A falta de experiência ou de conhecimento nessa área é o que resulta nos maiores problemas do negócio.

Entenda que uma gestão financeira eficiente proporciona mais segurança. É hora de se dedicar a ela, caso você ainda não tenha estudado o assunto.

Avalie pontos como a sazonalidade do mercado, de modo que seja possível se preparar para os meses em que as vendas diminuem. Assim, você poderá saber onde e quando investir, controlando melhor seus pagamentos e, consequentemente, eventuais dívidas.

Registre também todas as movimentações, sejam fixas ou variáveis, e analise diariamente o seu fluxo de caixa.

Observando esses pontos, é possível identificar se as suas ações estão gerando os recursos necessários para arcar com as necessidades do seu negócio e gerar uma boa renda.

5. A falta de organização do tempo

A flexibilidade de horários pode ser uma vantagem entre os autônomos. Mas algumas pessoas podem ter dificuldades em gerir o seu tempo, interferindo no sucesso de suas atividades.

É interessante estar sempre com um cronograma semanal preparado, estabelecendo tarefas para cada dia. Desse modo, você evita o desperdício de tempo e atrasos.

Se só na quinta-feira você realizou uma tarefa que estava planejada para a terça, por exemplo, algo pode dar errado. Com o tempo, sua renda mensal poderá ser comprometida.

Por isso, adote ferramentas como softwares e aplicativos para facilitar as tarefas da rotina, economizar tempo e tornar a sua gestão de tempo mais organizada e eficaz.

6. A ausência de um plano B

Quando uma estratégia funciona, apresentando bons resultados, tudo parece estar em ordem. O retorno é maravilhoso, os clientes valem a pena, tudo parece um mar de rosas.

Mas o que fazer quando alguns contratempos começam a se acumular ou quando suas estratégias já não funcionam tão bem assim?

Para que todo negócio tenha uma vida longa, é imprescindível contar com o chamado “plano B”. Isso porque, quando as dificuldades se apresentarem, existirá ao menos uma solução pré-estabelecida para que você contorne o cenário desfavorável.

Isso faz com que as medidas a serem tomadas para superar o problema sejam implementadas rapidamente, evitando perda de tempo e de dinheiro. Se possível, tenha ainda uma terceira opção ou ideia para cada aspecto relevante de seu negócio.

Estude o mercado e antecipe-se!

Caminhar para o sucesso não é impossível, mas requer esforço e dedicação. As dificuldades dos autônomos e revendedores podem ser enfrentadas com planejamento e atitude.

Organizando-se e acreditando no potencial do seu negócio, você certamente irá longe!

Se você gostou das dicas apresentadas neste post, siga nossos perfis no Facebook, no Instagram e no Youtube e continue acompanhando conteúdos como este!