LUA - Os melhores revendedores do mundo estão aqui
Foto: Aprenda aqui como melhorar sua venda direta

Aprenda aqui como melhorar sua venda direta

A venda direta vem ganhando novo impulso nos últimos meses por se mostrar uma ótima ideia para alavancar os resultados de um negócio. E vale dizer que, por conta do cenário mais crítico da economia nacional dos meses recentes, diversas pessoas vêm procurando maneiras alternativas para incrementar sua renda pessoal.

Consultores e revendedores têm ganhado espaço a cada dia no mercado, pois a atividade de venda direta comumente resiste bem às turbulências do mercado. Mas para fazer suas vendas diretas de forma ainda mais eficiente, é válido tomar algumas medidas. Quer saber como melhorar sua venda direta? Continue a leitura deste post!

Escolha a melhor forma de venda

Dentro da atividade de venda direta existem diversas maneiras de abordagem aos clientes. As mais populares são:

  • via catálogo, em que o vendedor vai até os consumidores abastecido de revistas e folhetos com seus materiais;
  • o já conhecido door-to-door, que nada mais é do que visitar a casa de clientes em potencial mostrando-lhes seus produtos;
  • e também o party plan, que é uma espécie de reunião organizada com diversas pessoas do seu público-alvo e que possam se interessar pelo que você tem a vender.

Escolher a melhor forma de abordar sua clientela, portanto, é um dos primeiros passos para melhorar sua venda direta e atingir melhores resultados. Saber que linguagem utilizar, além de estudar quais seriam as melhores formas de divulgar os produtos são importantes dicas para alavancar as transações.

Tenha um objetivo claro

Para ter sucesso, todo empreendedor deverá traçar os objetivos e as metas a serem batidas. É claro: a venda direta não poderia deixar de participar desse programa. Para quem trabalha com esse tipo de comercialização, vale a pena impor propósitos para alcançar e, assim, garantir o foco e o estímulo na sua atividade.

Aqui, é conveniente fazer uma diferenciação: os objetivos deverão ser os desejos pessoais do vendedor; ou seja, o que ele pretende ganhar com aquela atividade — como comprar um carro ou financiar uma viagem. Já as metas devem ser números concretos a serem atingidos em um determinado período, o que o ajudará a garantir seu objetivo final.

As metas podem variar, desde o número de vendas até o número de clientes abordados por mês ou semana. A partir disso, o profissional pode criar estratégias para alcançar os objetivos.

Saiba quem é o seu público-alvo

Para ser bem-sucedido nas vendas você precisa saber quem consumirá as mercadorias que você leva para o mercado. Não adianta entrar em contato com pessoas que claramente não têm interesse naquilo que você oferece. Para não perder tempo, nem dinheiro, a melhor coisa a fazer é delimitar quem é o seu público-alvo.

Nesses dados de base, pode-se traçar um perfil socioeconômico, além das faixas etárias e do sexo. Você será capaz de se preparar e de se organizar melhor para abordar as pessoas certas — o que, consequentemente, impactará no seu número de vendas.

Depois de descobrir quem é seu público-alvo, vem o momento de examinar em que áreas seus clientes em potencial vivem ou costumam passar. Dessa forma, você saberá onde vai achar essas pessoas e aumentar seu índice de sucesso significativamente.

Utilize a tecnologia a seu favor

As ações para a venda direta não são feitas, necessariamente, ao vivo. Muitas pessoas que trabalham na área criam perfis em redes sociais visando aquecer o relacionamento com os contatos e aumentar sua cartela de clientes.

Nas redes sociais é possível divulgar novidades sobre itens recebidos, promoções exclusivas e depoimentos de pessoas que já fizeram negócios com você. Esse novo tipo de relação vem se tornando, a cada dia, o novo marketing boca a boca. Agora é possível fazer uma delimitação do seu público-alvo também on-line e impulsionar as ações de marketing baseados no target encontrado.

Além disso, a vantagem da venda direta é a relação mais pessoal com o seu cliente. E quer forma melhor de manter esse relacionamento aquecido do que na internet? Por isso, investir em páginas no Facebook e no Instagram, além de outras mídias sociais, é uma ótima dica.

Conheça bem o que você está vendendo

Mesmo que na venda direta o vendedor não produza necessariamente aqueles produtos, é fundamental que ele tenha domínio sobre o que oferece.

Ao pensar em comprar alguma mercadoria, os clientes espontaneamente perguntarão aos vendedores sobre o produto, a fim de ter opiniões e sanar dúvidas. Se o profissional não tiver ótimas explicações e respostas, pode ser que os consumidores percam a confiança na pessoa e também fiquem em dúvida quanto à qualidade da mercadoria.

A melhor maneira de evitar que isso aconteça, portanto, é fazer um estudo bem detalhado acerca daquilo que se vende. Se possível, também experimente o produto algumas vezes, a fim de ter uma apreciação sincera e detalhada sobre seu uso. Ao vender maquiagens, por exemplo, utilize por algum tempo as principais opções da marca, de modo a atestar a sua qualidade.

Não se esqueça de saber quais são os pontos fortes do seu produto. O que o diferencia dos outros no mercado? Quais são as suas qualidades?

Não adianta, por exemplo, dizer para o seu cliente que o processador que você está vendendo serve para triturar alimentos. Essa é só a funcionalidade do produto, e não explica claramente aos clientes por que eles deveriam fechar negócio com você e não adquirir outras marcas.

No processo de vendas é extremamente importante destacar as mercadorias com as quais você está trabalhando nos aspectos que sejam mais distintivos e vantajosos.

Pense nas diversas situações

Para melhorar a venda direta, deve-se estar bem preparado para diversas situações. Crie um roteiro de abordagem ao cliente, o que lhe exibirá elementos para responder às dúvidas mais comuns.

É conveniente estar apto a receber as diversas reações. Pense no que falar à pessoa caso o cliente diga que já consome aquele produto de outra empresa ou de outro vendedor. Ou que ele acha que o preço está muito caro. Ter argumentos certos na ponta da língua é essencial para melhorar suas vendas!

Nessas horas, o espelho pode virar o melhor amigo do vendedor direto. Pode-se ensaiar as eventuais respostas sem se esquecer de prestar atenção na sua linguagem corporal, nos seus gestos e na sua composição facial.

Aumente sua rede de contatos

Grande parte do marketing relacionado à venda direta está ligado a aumentar sua rede de contatos. E cumprir essa missão com sucesso não é tão difícil quanto parece.

Para começar, descubra eventos expressivos do seu setor de atuação e que reúnam seu público-alvo. Podem ser feiras de negócios, reuniões de clubes, convenções ou encontros promovidos pelas associações empresariais de sua região.

O que importa é se fazer presente de forma assertiva e colocar a marca em circulação. Não tenha vergonha de se apresentar em círculos de conversa e expor seus produtos. Nesse momento, muito mais do que uma boa propaganda, é preciso ter desenvoltura e estar aberto a uma interação.

Tenha em mãos cartões de visita, panfletos e folders explicativos para distribuir e frisar seu interesse em retomar os contatos feitos na ocasião. Seja simpático, converse e tire dúvidas, sempre com bastante paciência.

Em um futuro próximo, as pessoas com quem você interagiu se lembrarão de toda a sua disponibilidade e boa vontade em formar parceria. Procurá-lo novamente será questão de poucos dias.

Você também pode ter iniciativa em ir atrás de quem ficou interessado em seu trabalho. Tenha atitude, apresente propostas sólidas e vise bons resultados na hora de sustentar o contato. Depois, o sucesso é garantido.

Atualize as técnicas de vendas

O grande segredo da venda direta é atingir metas, ainda que elas sejam relativamente grandes. Se você sabe projetar sua imagem, será difícil enfrentar um comprador desinteressado ou que demonstre rejeição.

Contudo, apresentar todas essas qualidades não é suficiente para se destacar profissionalmente. É preciso ir além e continuar estudando para aperfeiçoar técnicas de vendas. Ficar estagnado em um universo tão movimentado quanto esse pode ser extremamente prejudicial para seu negócio e para sua reputação como vendedor.

Por meio de cursos, workshops e treinamentos, é possível melhorar habilidades e ainda aprender um pouco mais sobre essas mudanças de mercado. Algumas dessas oportunidades têm curta duração e consomem pouco de seu tempo em troca de uma extensa gama de conhecimento.

Ao atualizar suas técnicas, você estará em contato com outros profissionais do ramo e encontrará mentores e referências da área para se inspirar e consultar em caso de dúvidas. Se estiver em uma fase complicada para estudar fora, busque por cursos online em horários flexíveis.

Boa parte deles tem valor acessível e é uma maneira de você não ficar parado até poder estar presente em outro tipo de evento. Seja qual for a melhor opção, a ideia aqui é continuar elevando a sua capacidade de vender mais.

Estabeleça relacionamento com os clientes para fidelizá-los

Estabelecer um relacionamento saudável com os clientes é fundamental para deixá-los sempre interessados em seu negócio. Para tanto, procure atendê-los bem e se dedicar a pequenas, porém significativas atitudes.

Telefonar no dia do aniversário para parabenizar e oferecer um desconto em um produto favorito, solicitar feedback sobre a experiência de compra e enviar e-mails com um contato mais pessoal para informar novidades são alguns exemplos de como esse laço pode ser construído.

Considere também as redes sociais e os aplicativos como um meio de criar esse vínculo. Crie conteúdos criativos que conversem com o público, bem como promoções e sorteios especiais com o objetivo de fomentar o engajamento. Mas lembre-se sempre de respeitar os limites impostos pelo cliente e não promover ações consideradas invasivas.

Com o bom senso como guia, o consumidor se sentirá importante e muito valorizado por você. Isso aumentará as chances de novas compras e também de indicações para outras pessoas, a famosa divulgação boca a boca.

Não deixe de agradecer por esse retorno e dedicar a mesma atenção a quem chega devagar à sua carteira de clientes. Tratar a todos com igualdade e respeito é fundamental para envolver e fidelizar compradores antigos e novatos.

Invista em estoque

A vontade de comprar algo é um ato totalmente imediatista. Quem quer adquirir um produto, não deseja esperar muito tempo para tê-lo em mãos. Se um cliente vai até você com um objetivo, é sua função ajudá-lo a sair dali com a sacola cheia.

Portanto, é interessante manter um pequeno, mas completo, estoque e focar em reabastecê-lo sempre que possível. Ter alguns itens à pronta entrega é um grande diferencial e faz com que você ganhe a preferência diante dos concorrentes.

Se considerar o investimento um risco, estude com cautela qual é o comportamento de seu público. Assim, seu dinheiro será destinado somente para mercadorias com saída frequente e você não terá que lidar com qualquer sombra de prejuízo.

Não deixe de informar a seus clientes que você possui esse estoque em fácil acesso. Assim, quando ele precisar de algo, com certeza ele vai até você sem mesmo pensar em consultar outra fonte.

Esse fluxo no estoque também fornecerá uma boa ideia a respeito dos hábitos de consumo de seus clientes. Então, por que não aproveitar para surpreendê-los? Ao verificar determinada periodicidade de compra, você mesmo pode ligar para o comprador e perguntar se ele não está interessado em adquirir o produto novamente.

Informe que ele já está disponível na loja e que em pouco tempo a compra poderá ser efetuada. Esse cuidado também é uma forma de cativar o público e mostrar que você não só está atento a seu comportamento, mas também se importa bastante em resolver o que ele precisa.

Trabalhe com um cronograma

Bater metas em venda direta não é tarefa fácil. É preciso muito esforço, concentração e foco para atingir os objetivos nos prazos estipulados. E, como você deve saber, eles são bastante rígidos e exigentes.

Sendo assim, organize-se! Trabalhe com um cronograma ou agenda para fazer anotações importantes sobre as tarefas e números que você pretende alcançar durante certo período. Se algo não pode ser feito, registre quais foram os motivos para identificar pontos de falha e providenciar melhorias.

Aproveite também para programar outras questões importantes, como a compra de produtos para renovação de estoque ou a visita a um cliente específico. Tente ao máximo cumprir o que foi determinado para cada dia e não postergue tarefas, a menos que em casos muito urgentes.

Assim, você não se perde em meio a compromissos, fica em dia com seus clientes e alcança resultados satisfatórios. Quando perceber, estará rendendo e ganhando muito mais. E o melhor: será reconhecido por sua competência, eficiência e agilidade no atendimento e na solução de problemas.

Tão importante quanto esses fatores, no entanto, é saber ouvir o seu cliente. Não empurre respostas prontas! A melhor postura a tomar é mostrar, verdadeiramente, que você está preocupado com as questões que o consumidor levanta e deixar evidente que a sua intenção é servi-lo da melhor maneira possível.

A venda direta vem ajudando milhares de brasileiros a desafogar seu orçamento. Para fazê-la corretamente, o vendedor deve focar no seu produto e nos tipos de clientes que ele vai atrair. Assim, poderá traçar os planos e estratégias para aumentar seu número de vendas.

Você quer saber mais sobre esse universo? Então entre em contato conosco para tirar as suas dúvidas!