LUA - Os melhores revendedores do mundo estão aqui
Foto: 7 dicas para se tornar uma máquina de vendas

7 dicas para se tornar uma máquina de vendas

Algumas pessoas acreditam que bons vendedores nascem prontos. É verdade que muitas pessoas têm o talento nato e isso ajuda. Porém, dificilmente alguém terá todas as qualidades e atitudes que formam uma verdadeira máquina de vendas.

Isso ocorre porque estamos falando de uma profissão que exige várias habilidades e comportamentos. Por isso, separamos algumas das principais dicas para te ajudar a se aprimorar e buscar a excelência em vendas.

Ao terminar a leitura, vai notar que não se tratam apenas de técnicas, mas até a forma que enxergamos o mundo é importante. Tanto isso é verdade, que vamos começar com esse tópico.

1. Assuma uma atitude positiva

Grande parte do sucesso de um vendedor está no seu modelo mental. Obviamente, não adianta ficar insistindo com um cliente que está sem dinheiro e pensar positivo. Isso não vai fazer com que apareça dinheiro no bolso dele.

Atitude positiva é olhar o mundo de um melhor ângulo. Às vezes, estamos diante de um abismo e não sabemos como atravessá-lo para alcançar o outro lado. Nestes momentos, é comum ficarmos olhando para baixo esperando encontrar uma saída — para baixo está o problema, o abismo.

No entanto, se olhamos para os lados ou para trás, talvez encontremos a mesma paisagem que está do outro lado. É muito difícil encontrar uma solução quando nos deixamos absorver pelos problemas.

O profissional tipo máquina de vendas olha o lado positivo das coisas; aborda cada cliente imaginando que vai fechar uma boa venda; não nega solicitações do cliente, mas fala do que é possível fazer; usa mais “sim” do que “não”; e enxerga oportunidades nos desafios.

2. Fale das possibilidades

Uma das atitudes positivas que listamos foi a de falar sobre o que é possível fazer e não negar o que o cliente pede. Precisamos explicar isso melhor para não gerar confusão. Para isso, nada melhor que um exemplo. Confira!

Imagine que um cliente tenha solicitado um desconto de 10% e que esse percentual esteja totalmente fora da margem que você pode conceder. Se você disser não para ele, vai frustrá-lo, ou seja, ele vai ficar decepcionado com a sua negativa e pode se desanimar em comprar.

Nesses casos, no lugar de dizer que não pode atender a solicitação dele, você poderia dizer: o que posso fazer para melhorar a condição é esse mesmo valor em 6 vezes! Desde que, obviamente, você tenha essa opção de forma de pagamento.

Dessa forma, no lugar de falar sobre algo que ele está perdendo, você mostrará um ganho que ele pode obter. Mas tenha cuidado! Se, por exemplo, ele te pedir o produto em uma cor que não está disponível e você usar o mesmo argumento da forma de pagamento, pode dar a impressão que não prestou atenção. É preciso responder sempre com algo relacionado ao que o cliente pediu.

3. Gere valor para o cliente

Gerar valor é uma característica presente em todo o bom profissional de vendas e que cria um diferencial. Sem isso, ninguém vende bem na atualidade. Então, tenha especial atenção a este tópico.

As pessoas não compram produtos, elas compram o que os produtos fazem por elas — os benefícios. O conjunto deles forma o valor que o cliente dá para o que está comprando. Em outras palavras, quando alguém decide pagar um preço para obter algo, é porque valoriza aquilo que está comprando.

Um bom vendedor sabe o que o seu cliente valoriza e é especialista em demonstrar que o seu produto ou serviço o atende de forma especial. Assim, o preço perde a importância, pois o cliente enxerga mais facilmente que vale a pena para ele pagar pelo que você está ofertando.

4. Crie soluções

A melhor forma de gerar valor para o cliente é conhecendo o problema dele e mostrando de forma persuasiva como o seu produto o ajuda a resolvê-lo. As pessoas estão o tempo todo procurando facilidades e melhorias para a vida. Quando você as ajuda nisto, elas compram naturalmente.

Muitas pessoas preferem usar o termo “dor do cliente” no lugar de “problema do cliente”. Isso porque ele deixa mais claro que quem atua como uma máquina de vendas sabe o que dói e incomoda o cliente. Além disso, ele sempre carrega “o remédio” no bolso.

5. Use e abuse da tecnologia

Na atualidade, é muito difícil pensar em vender bem sem usar dos recursos tecnológicos disponíveis. Isso é válido tanto para divulgar o que você vende quanto para se organizar. De aplicativos de vendas a softwares de controle, as ferramentas tecnológicas permitem automatizar e otimizar processos de venda, facilitam sua vida e a do cliente.

Por isso, mantenha-se atualizado e não fique adiando para começar a utilizar uma ferramenta que sabe que vai te ajudar. Cada dia sem essa ajuda são algumas vendas perdidas.

6. Seja seu gerente

Uma atitude empreendedora e uma boa capacidade de gerenciar suas próprias tarefas são fundamentais para um vendedor de sucesso. Não que isso não seja válido para outras profissões, mas, especialmente no caso da área comercial, é preciso atenção a esse ponto.

Um vendedor não costuma ter horário, muitas vezes tem outra atividade e, se não tiver disciplina e dedicação, nunca será uma máquina de vendas.

7. Treine sua comunicação

Grande parte do trabalho de um vendedor é transmitir uma mensagem para o cliente. Quando essa mensagem agrada e atende os desejos e necessidades do consumidor, ele compra o produto.

Acontece que essa mensagem é transmitida por detalhes. A aparência do profissional, o tom de voz, os gestos, a clareza da fala, a capacidade de oratória e cada detalhe observado pelo cliente, formam um conjunto de impressões que o torna mais ou menos receptivo.

É por isso que os melhores vendedores são especialistas em comunicação — verbal e não verbal. A verbal é a capacidade de usar as palavras de forma objetiva, clara e de acordo com a linguagem do cliente, criando bons argumentos de venda. Já a não verbal, envolve os gestos, o tom e o ritmo da fala.

Para ser uma máquina de vendas, é preciso estar em constante crescimento. A melhor forma de garantir isso é monitorar seu desempenho. Acompanhe se a quantidade de visitas e de vendas está aumentando, se o valor médio dos pedidos podia crescer, se o percentual de visitas que resultam em um pedido está bom e assim por diante. Sempre que encontrar uma deficiência em algum ponto, trabalhe para melhorar nele.

Além disso, continue recebendo nossas dicas. Basta nos seguir na sua rede social preferida. Estamos no Facebook, no Instagram e no Youtube.